2013-05-01

O CHAMADO DE ISAIAS

O Chamado de Isaías

Texto: Isaías. 6.1-10;
Introdução: Isaías já era um profeta de Deus, e já profetizava em Israel, mas faltava ele se entregar totalmente ao Senhor, arrepender - se de seus erros e pecados e tirar o impedimento para que Deus pudesse usá-lo ainda mais. 

1. A Revelação (1 – 4).
O Rei Uzias morreu quando insistiu em queimar incenso no templo, porém foi ferido de lepra e assim permaneceu até a sua morte (2Cron. 26.16-21); após a sua morte Isaías recebeu uma visão, e diante dele manifestou - se uma teofania, ou seja, Deus se materializando, a qual ele viu a glória de Deus, as vestes flutuantes e compridas, o templo que está no céu e os Serafins. Os Serafins possuíam seis asas, com duas cobriam o rosto, cobriam os seus rostos porque não podem ver diretamente a glória de Deus, e com duas cobriam os pés, provavelmente para cobrir a sua nudez e com as outras duas usavam para voar, e clamavam uns aos outros dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra esta cheia da sua glória, provavelmente a menção tripla da palavra Santo seja em referência a Trindade Santíssima.

2. O Arrependimento por parte de Isaías (5;). 
Nos capítulos anteriores observamos o profeta dizendo vários “Ais” para vários tipos de pessoas, mas no Cap. 6 e V. 5; ele diz a si mesmo, Ai de mim que vou perecer, porque tenho os lábios impuros e habito entre um povo de impuros lábios e assim ele pronuncia a causa para isso ter sucedido, ou seja, reconhecimento do seu estado pecaminoso, “Os meus olhos viram o Rei, O Senhor dos Exércitos”.
Obs.Metanoia: Significa arrependimento, mudança de mente, atitude ou percurso e não remorso que é algo temporal.
* Os judeus tinham com eles que quando vissem á Deus morreriam, foi o caso de Manoá, Jz. 13.22; (Jacó, Gn. 32.30; Moisés, ÊX. 19; -33.20;).
* Aba Pai: Significa Meu caríssimo pai, papaizinho, é uma expressão aramaica usada pelos judeus referindo aos pais e usada dentro de suas residências. 
* Cristo quando estava no Getsêmani pronunciou esta expressão referindo-se á Deus (Mc. 14.36; Rm. 8.15; Gl. 4.6;), é um sinal de intimidade que os judeus não se atreviam proferir em relação á Deus, porque para eles Yavé era um Deus distante que não queria aproximação com o seu povo, e a forma de se aproximar dele era através da Torá, porque a Torá era o eco da voz de Yavé e nada mais do que isso, mas Cristo abriu o canal de relacionamento com o Pai através de seu sangue (Hb. 4.14 – 16; 10.12;), e quando deu o brado na cruz o véu rasgou – se de alto a baixo e o que separava a humanidade de seu Criador rompeu – se e agora podemos adentrar o santíssimo lugar e relacionarmos - nos com o Pai (Mc. 15.37 – 38;).
3.A Purificação (6 – 7)
O Serafim voou e trouxe do altar de Deus uma brasa viva que tocou os lábios do profeta e purificou – o de seu pecado e então ele estava pronto para receber o chamado e a mensagem divina, porque sem santificação não veremos ao Senhor (Hb. 12.14;).

4. O chamado (v.8;)
A Trindade Santíssima clama por um profeta para efetuar os seus fins. A comissão de Isaías provavelmente antecedeu ao ministério da pregação; esse relato foi adiado para servir de desfecho da série de oráculos e para fornecer a autorização para as proclamações chocantes de juízo neles contidas. O povo tinha zombado do “Santo de Israel”
E agora Deus comissionou Isaías para lhes exigir prestação de contas.

5. O Recebimento da mensagem (9 – 10;).
E a resposta do profeta ao chamado foi “Eis me aqui, envia – me a mim”.
Deus deu uma mensagem para o profeta, e o encubiu de pregá-la independentemente da sua aceitação.
*Cristo também nos deu uma mensagem de arrependimento para prega – lá ao mundo, continuemos a pregar esta mensagem deixada por nosso mestre, não importa os obstáculos.

0 comentários:

Postar um comentário